Secretário diz ter pistas da Farb

O secretário de Segurança Pública de São Paulo, Marco Vinício Petrelluzzi, afirmou já ter algumas pistas sobre a Frente de Ação Revolucinária Brasileira (Farb), que teria ameaçado de morte prefeitos petistas, por meio de carta, no fim do ano passado. Petrelluzzi disse que há mais de quatro meses a polícia está investigando o grupo, mas ele não quis divulgar nenhuma informação, para não comprometer as investigações. "Cada investigação tem um tempo certo. O tempo de se chegar a um criminoso é o possível, não o que se quer", afirmou Petrelluzzi ao responder a pergunta sobre por que a polícia ainda não tomou providências em relação as ameaças. O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, disse que ofereceu proteção a todos os prefeitos petistas que tenham sido ameaçados pela Farb. A oferta foi feita ontem, em reunião entre Alckmin e os prefeitos petistas, no Palácio dos Bandeirantes. Alckmin e Petrelluzzi concederam entrevista coletiva pouco depois das 17h, no Palácio. O encontro com a imprensa estava marcado para 13h, mas Alckmin ficou reunido por mais de cinco horas com alguns de seus secretários, antes de falar com a imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.