Secretário Nacional de Segurança defende descriminação do uso de drogas

O secretário nacional de Segurança Pública, Luiz Eduardo Soares, confirmou nesta terça-feira, em Porto Alegre, que é favorável à descriminação do uso de drogas. Mas ressalvou que sua manifestação representava postura pessoal e não de secretário de Segurança Pública. ?Não é essa a posição do governo, e eu tenho que me submeter à política geral do governo?, afirmou. Apesar disso, Soares admitiu que o debate pode tornar-se público. ?Vamos trazer para a sociedade essa discussão.?A descriminação do uso de drogas foi um dos temas polêmicos do Fórum da Liberdade, evento promovido anualmente pelo Instituto de Estudos Empresariais e que discutiu, nesta edição, a segurança pública. O advogado mexicano Luiz Pazos defendeu a distribuição barata de drogas aos viciados para acabar com o mercado do narcotráfico.Além da admitir a possibilidade de discutir a descriminação, Soares apresentou como receitas para combater o narcotráfico ações que investiguem a lavagem de dinheiro e ofereçam perspectivas de integração à sociedade aos jovens antes que eles vejam o crime como saída para a busca de valorização e auto-estima. Veja o especial:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.