Secretário se nega a receber perueiros

O secretário dos Transportes de São Paulo, Carlos Zarattini, afastou a possibilidade de receber os representantes dos perueiros. Ele esteve reunido pela manhã no Palácio das Indústrias com a prefeita Marta Suplicy (PT), mas se recusou a conversar com quem ele considera "bandidos e exploradores" de outros perueiros que teriam, segundo ele, de pagar para trabalhar em linhas na cidade. De acordo com Zarattini, Laércio e Carabina, dois líderes dos perueiros clandestinos na zona sul, nunca sequer dirigiram uma lotação. Ele acredita que o problema na cidade nesse momento seja não mais de transporte, mas sim de segurança pública. "É um banditismo que daqui a pouco vai ficar fora de controle", disse, pedindo que a Secretaria da Segurança Pública do Estado aja com mais intensidade na questão".Uma comissão de seis perueiros foi recebida no início da tarde por assessores da Secretaria do Governo municipal. Os representantes querem que a prefeitura antecipe a licitação para novas vans regulares e o fim das blitzes contra os clandestinos. Cerca de 200 perueiros estão em frente da prefeitura e prometem permanecer lá até que a prefeita Marta Suplicy (PT) encaminhe alguma proposta que os atenda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.