Secretário sofre sequestro relâmpago no Guarujá

Ricardo Joaquim Augusto de Oliveira foi liberado, sem ferimentos, próximo ao pedágio da SP-55

Ricardo Valota, do estadão.com.br,

11 de maio de 2010 | 05h03

O secretário de Governo e de Defesa Social do Guarujá, Ricardo Joaquim Augusto de Oliveira, foi vítima de assaltantes que o mantiveram refém, na noite de segunda-feira, 10, durante um sequestro relâmpago na cidade onde atua.

 

Segundo a Polícia Militar, o secretário teve o veículo fechado por outro automóvel, quando deixava a Prefeitura, por volta das 20 horas. Três bandidos abordaram a vítima, forçando-a a sentar no banco de trás. Os assaltantes estavam armados e encapuzados.

 

Testemunhas presenciaram o momento em que o secretário foi dominado e avisaram a polícia. Por volta das 21h30, Ricardo Joaquim foi abandonado perto da praça de pedágio Rodovia Piaçaguera-Guarujá, em Cubatão. Os criminosos roubaram alguns objetos da vítima, mas não levaram o secretário para sacar dinheiro em caixas eletrônicos.

 

O caso, registrado na Delegacia Sede da cidade, acontece pouco mais de duas semanas depois do governo dos Estados Unidos desaconselhar os turistas do País a visitar os municípios paulistas de Santos, São Vicente, Praia Grande e Guarujá. Na ocasião, o alerta levava em conta o registro de 13 assassinatos na região desde o início da segunda quinzena de abril.

Tudo o que sabemos sobre:
Guarujásecretário

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.