Secretário vai aumentar teto para vale-refeição

O secretário Sidnei Beraldo, da Gestão Pública do Estado de São Paulo, disse ontem que vai aumentar o teto fixado em decreto para que os policiais civis que ganham até R$ 2.083 não percam o auxílio refeição de R$ 85 quando receberem aumento de 6,5%. Entidades de classe questionaram durante as negociações que, se a medida administrativa não fosse aplicada, alguns investigadores e escrivães teriam defasagem de R$ 5 no salário, em vez do aumento reivindicado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.