Segundo dia de verão em São Paulo faz 15 graus

No segundo dia de verão em São Paulo, o paulistano tirou o casaco do armário e usou o guarda-chuva. Os termômetros marcaram a mínima de 15,4 graus na estação oficial, no Mirante de Santana, na zona norte. A máxima, até as 16 horas, não passou de 20 graus. A média histórica das mínimas é de 17,4 e, das máximas, de 26,6 graus. O recorde de frio em dezembro é de 10,3 graus, na passagem do Natal de 1963.Segundo a meteorologista da Climatempo Patrícia Madeira, dezembro é mesmo mês de chuva, mas o frio está um pouco incomum. E os ventos úmidos têm aumentado a sensação térmica. As causas são duas: a massa polar, com intensidade moderada no mar, e a ausência do sol. Por enquanto, o tempo quase não muda em São Paulo. O céu continua fechado, com temperaturas estáveis, chuva a qualquer hora e rápidas aberturas de sol.Na sexta-feira, o centro-oeste paulista já amanhece com sol, mas o tempo segue nublado nas outras regiões, com alguns períodos de sol e chuva ao amanhecer e anoitecer. As temperaturas sobem gradativamente para 24 graus na região metropolitana e para 27 nas praias.As instabilidades diminuem um pouco no fim de semana e o sol aparece entre muitas nuvens. Há previsão de chuva à tarde, quando a máxima chega a 28 graus na capital e a 29 em Santos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.