Segundo menor apreendido, Eliza morreu por estrangulamento

Versão foi dada por adolescente em depoimento nesta terça-feira, diz MPRJ

Priscila Trindade, do estadão.com.br

07 de julho de 2010 | 13h26

 

O Ministério Público do Rio de Janeiro (MPRJ) informou nesta quarta-feira, 7, que Eliza Samudio, ex-amante do goleiro Bruno Fernandes, do Flamengo, foi morta por estrangulamento. O relato foi feito durante o depoimento de um jovem de 17 anos, que é primo do atleta, na Divisão de Homicídios do Rio.

 

Veja também:  

link Justiça decreta prisão de Bruno; polícia tenta prender o goleiro no Rio

link Adolescente diz que Eliza Samudio está morta

 

De acordo com o órgão, o adolescente afirmou ter participado do sequestro de Eliza, na noite do dia 4 de junho, na saída de um hotel na Barra da Tijuca. O jovem prestou depoimento depois de ter sido detido na tarde de terça-feira, 6, na casa de Bruno, no Recreio dos Bandeirantes.

 

Eliza está desaparecida desde o início de junho. Ela tentava provar na Justiça que Bruno é pai de seu filho de quatro meses, fruto de um relacionamento extraconjugal.

 

Como Bruno é suspeito de envolvimento no desaparecimento dela, hoje cedo a Justiça do Rio decretou a prisão temporária do goleiro. Até ás 13 horas, o atleta não havia sido localizado pela polícia.

Tudo o que sabemos sobre:
ElizaFlamengoBrunoestrangulamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.