Segundo vendaval em 48 horas castiga gaúchos

O município gaúcho de Cruz Alta, a 341 quilômetros de Porto Alegre, foi castigado por outro temporal na manhã de hoje, pouco mais de 48 horas depois de um vendaval ter destruído 160 casas e danificado outras 1,2 mil. A maioria dos 4 mil desabrigados da quinta-feira já havia voltado às suas casas, muitas das quais cobertas provisoriamente com lonas. Nem todos foram atingidos novamente porque o vento de hoje foi mais forte em outra zona da cidade, destelhando algumas residências. O vice-prefeito Sérgio Fonseca (PTB) apelou às pessoas que recuperaram a cobertura de suas casas na sexta-feira e não foram prejudicadas pelo mau tempo de sábado para que devolvam as lonas, artigo em falta em Cruz Alta, para auxiliar outras pessoas.Ventanias também derrubaram telhados em Ijuí, na região das Missões; em Venâncio Aires, no Vale do Rio Pardo; e em Novo Hamburgo, na região metropolitana de Porto Alegre. Em Marau, no Planalto Médio, a queda de eucaliptos sobre o asfalto interrompeu o trânsito na RS-324 durante a manhã. As previsões meteorológicas indicam tempo instável com pancadas de chuva neste domingo no Rio Grande do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.