Segurança é reforçada em sinagoga de Curitiba

A Polícia Militar reforçou a segurança na Sinagoga Francisco Frischmann, em Curitiba, para a celebração do Rosh Hashaná, o ano-novo judaico. A rua que passa em frente à sinagoga, no centro de Curitiba, teve o tráfego interrompido na tarde de hoje, enquanto uma viatura da Ronda Ostensiva de Natureza Especial (Rone) permanece parada atrás do edifício. Por volta das 17 horas, um carro do esquadrão anti-bomba também esteve no local.Além das precauções em razão dos atentados contra os Estados Unidos, a segurança maior na sinagoga deve-se ao fato de o governador do Paraná, Jaime Lerner, ser de origem judaica, e comparecer todos os anos à cerimônia. Operários também terminavam de colocar um sistema de câmaras de vídeo no lado externo da sinagoga para aumentar a segurança no local. Em Curitiba, vivem cerca de 800 famílias de origem judaica.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.