Seguranças da CPTM são baleados em Guaianazes

Os seguranças Éber Batista dos Santos, de 45 anos, e Israel Dória Santos, de 31, que prestam serviços à CPTM (Companha Paulista de Trens Metropolitanos), pela empresa Power, da qual são funcionários, foram baleados, por volta das 22h30 desta segunda-feira, na plataforma da estação Guaianazes, pertencente à Linha E (Brás-Estudantes), na zona Leste da capital paulista.Segundo informações passadas à policia por colegas das vítimas, o autor dos disparos pode ser um baderneiro que Éber e Israel expulsaram da estação na semana passada. Na noite desta segunda, armado, ao contrário dos seguranças, que não trabalham com arma de fogo, o rapaz surpreendeu os dois funcionários da empresa terceirizada e atirou. Feridos nos braços, os dois seguranças foram levados para o Hospital Geral de Guaianazes, onde passam bem. O criminoso fugiu pelos trilhos. O caso está sendo registrado no 44º Distrito Policial, de Guianazes.

Agencia Estado,

13 de abril de 2004 | 03h11

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.