Seguranças da CPTM são mortos em briga no bar

Dois seguranças da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram mortos na noite deste sábado durante uma comemoração de fim de ano em um bar no Brás, na zona leste de São Paulo. Outros quatro seguranças ficaram feridos.As vítimas eram da Power Segurança Ltda., contratada pela CPTM. Segundo o boletim de ocorrência registrado no 12º Distrito Policial, no Pari, os seguranças comemoravam o fim do ano num bar da Avenida Rangel Pestana.Dois homens chegaram ao local e tentaram provocar uma briga. Em seguida, começaram a atirar. Roberto Alves Moreira, de 26 anos, e Francisco Teles Vieira, de 32 anos, morreram após terem sido socorridos pela Polícia Militar.Ficaram feridos José Carlos dos Santos, de 44 anos, Valter Araújo, de 28, Natalino José Graciano, de 33, e Ailton Gonzaga Gonçalves, de 22. O grupo comemorava ainda o aniversário de Moreira, que, nesta segunda-feira, completaria 27 anos.O crime foi registrado pela delegada Elizabeth Silva Cabral Galvão, do 12º DP, e a Divisão de Homicídios do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) foi acionada para investigar o caso.A polícia não descarta a possibilidade de o crime ter sido cometido por vingança. Entre os indícios está o fato de os assassinos terem provocado a discussão com os seguranças logo depois de chegarem ao bar, por volta das 22 horas.Além disso, vendedores ambulantes estariam revoltados com a apreensão de mercadorias nas estações e vagões da CPTM nos últimos dias, o que poderia ter motivado o crime. A polícia aguarda o depoimento dos sobreviventes - que foram socorridos em dois hospitais -, para que os assassinos sejam identificados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.