Seguranças da CPTM são mortos em SP

Dois seguranças que trabalhavam numa empresa que presta serviços para a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) foram mortos a tiros, na zona leste de São Paulo. O caso aconteceu na noite de ontem, num bar situado na Avenida Rangel Pestana, região do Brás, onde os seguranças realizavam uma festa de confraternização de fim de ano e comemoravam o aniversário de um deles. Por volta das 22 horas, três homens armados invadiram o estabelecimento e efetuaram vários disparos contra o grupo. Renato Alves Moreira e Francisco Teles Vieira morreram. Outros quatro seguranças ficaram feridos. A polícia trabalha com a hipótese que os crimes tenham sido motivados por vingança de vendedores ambulantes que tiveram suas mercadorias apreendidas pelos seguranças, no interior dos trens da CPTM.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.