Seguranças espancam e atiram em comerciário no RJ

O comerciário Marco Aurélio Ribeiro, de 22 anos, foi baleado no ombro na noite de ontem por dois supostos seguranças de uma churrascaria na Tijuca, zona norte do Rio. Eles acharam que o rapaz queria assaltar o estabelecimento, depois que o viram ao telefone em um orelhão, por volta das 21h30. Ribeiro disse à polícia que estava falando com sua namorada e foi levado de carro pelos dois seguranças e mais um homem até o Alto da Boa vista, onde recebeu ameaças de morte. Segundo ele, os três disseram que iriam levá-lo à delegacia, mas não o fizeram.Depois de ser espancado e de ter levado um tiro no ombro, o rapaz conseguiu fugir rolando por uma ribanceira e ficou escondido em um matagal até o dia amanhecer, quando pediu ajuda ao Corpo de Bombeiros, que fica próximo dali.Ribeiro foi levado para o Hospital do Andaraí, na zona norte, e passa bem. Ele se apresentou à delegacia da Tijuca às 9 horas da manhã. A polícia ainda não tem pistas sobre os agressores. Os policiais querem descobrir também se os homens fazem a segurança só da churrascaria, que fica na rua Conde de Bonfim, uma das mais movimentadas da Tijuca, ou de todo o comércio dali.

Agencia Estado,

15 de fevereiro de 2002 | 18h51

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.