Seguranças vão circular em ônibus

Em 45 dias, 350 seguranças uniformizados e desarmados passarão a circular nos ônibus da cidade de São Paulo. A medida, anunciada pelo secretário municipal dos Transportes, Carlos Zaratini, tem como objetivo inibir assaltos e outros crimes, além da conseqüente evasão de receita dos ônibus - o que ocorre com a perda de passageiros. A frota de ônibus do Município é de 10.300 veículos. O Sindicato dos Motoristas de São Paulo informou que ocorrem, em média, 3.700 assaltos e roubos por mês em ônibus na cidade. Entre as linhas de risco estão a Jardim Paulistano/Praça do Correio, Cohab de Taipas/Barra Funda e Vista Alegre/Barra Funda.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.