Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo
Epitácio Pessoa/Estadão Conteúdo

Seis ficam feridos em protesto na Raposo Tavares

Manifestação contra o Instituto Royal teve ação de black blocs; quatro pessoas foram detidas

Atualizado às 14h37, José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo

19 Outubro 2013 | 10h49

SOROCABA - Seis pessoas foram feridas por balas de borracha durante protesto de ativistas dos direitos dos animais contra o Instituto Royal na rodovia Raposo Tavares. A PM deteve quatro manifestantes do grupo Black Bloc por dano ao patrimônio público - dois deles por atear fogo em uma viatura da Polícia Militar e dois por causarem danos a uma viatura da polícia rodoviária. Um veículo da TV TEM, afiliada da Rede Globo, foi apedrejado e depois incendiado.

O conflito começou justamente quando representantes dos ativistas negociavam com a PM a ida de uma comissão até a frente do Instituto Royal. Uma liminar impede que os manifestantes se aproximem do prédio, invadido nessa sexta por dezenas de ativistas, que retiraram 178 cães da raça beagle, usados como cobaia para testes de medicamentos.

Policiais da Tropa de Choque faziam um cordão de isolamento e foram empurrados pelos black blocs. Eles reagiram disparando bombas de gás e tiros com bala de borracha contra a multidão. Uma jornalista de "O Globo" foi ferida. Cerca de mil pessoas se aglomeravam em frente ao bloqueio.

Mais conteúdo sobre:
Protesto, animais

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.