Seis horas de rebelião no presídio de Corumbá

Durou seis horas, a rebelião no presídio de Corumbá, no Pantanal de Mato Grosso do Sul. Um detento foiagredido por companheiros de cela e foi internado no hospital da cidade. Os 390 detentos do presídio se rebelaram no início da tarde desta terça-feira depois de uma operação pente-fina, realizada por policiais do Departamento de Operações de Fronteira (DOF) e Grupo Armado de Repressão a Roubos, Assaltos e Sequestros (Garras).Os detentos deixaram as 32 celas e ficaram amotinados nos corredores do presídio para denunciar a violência policial. Durante a rebelião.Waldete Gomes de Souza, 48 anos, foi agredido. A situação só foi controlada depois que a juíza da Vara de Execuções, PatríciaKelly, conversou com os internos. Sessenta policiais militares ficaram em alerta do lado de fora do presídio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.