Seis municípios de SC decretam estado de calamidade pública

Número de mortos deve passar de 100, segundo a Defesa Civil; 47 cidades estão em estado de emergência

Da Redação,

26 de novembro de 2008 | 10h26

Mais um município decretou estado de calamidade pública e seis cidades de Santa Catarina estão nesta situação após as fortes chuvas que atingiram o Estado nos últimos dias. As cidades de Gaspar, Rio dos Cedros, Nova Trento, Camboriú, Benedito Novo e Pomerode estão em estado de calamidade. Nesta quarta-feira, 26, oito cidades ainda continuam isoladas: São Bonifácio, Luiz Alves, São João Batista, Rio dos Cedros, Garuva, Pomerode, Itapoá e Benedito Novo. A Defesa Civil encontrou mais dois corpos no fim da manhã desta quarta e subiu para 86 o número de mortos; mais de 54 mil desabrigados ou desalojados. O número de mortos deve passar de 100, segundo a Defesa Civil.     Veja também: Lula sobrevoa áreas atingidas nesta quarta Temporão anuncia R$ 100 milhões para medida de socorro BRs-376 e 101 são parcialmente liberadas População pode consumir água de piscinas Cerca de 80 mil imóveis continuam sem luz Chuva deve continuar até sexta-feira Banco do Brasil anuncia ajuda a clientes de Santa Catarina Força Nacional de Segurança segue nesta tarde para SC Defesa Civil abre conta para doações Tragédia em Santa Catarina  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Número de vítimas deve subir  Para governador, será preciso muito recurso  Morador de Blumenau relata a situação        O governo do Estado decretou situação de emergência nas 47 cidades que foram atingidas. Nas oito cidades que estão isoladas, quase 98 mil pessoas estão atingidas. Cerca de 1,5 milhão de pessoas foram atingidas pelas chuvas e enchentes dos últimos dias. Em todo o Estado, são 22.952 desabrigados - pessoas que tiveram que sair de suas casas e precisam da ajuda do Estado. Já os desalojados chegam a 31.087 - são pessoas que foram obrigadas a sair de suas casas por conta dos danos das chuvas, mas que podem ir para casas de parentes ou amigos.   Blumenau é uma das cidades mais atingidas, onde 20 pessoas morreram. Em Ilhota, há 18 vítimas. A cidade de Gaspar contabiliza 15 mortos e Jaraguá do Sul, 13. O município Luiz Alves conta cinco vítimas; em Rodeio, quatro pessoas morreram. As cidades de Rancho Queimados, Benedito Novo e Itajaí tem duas vítimas cada. As cidades de Brusque, Pomerode, Bom Jardim da Serra, São Pedro de Alcântara e a capital, Florianópolis, tiveram uma vítima cada.   Texto alterado às 14 horas para acréscimo de informações.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.