Seis são presos por atear fogo em moradora de rua no centro de BH

Mulher teve 80% do corpo queimado e está internada em estado grave, respirando com ajuda de aparelhos

Aline Reskalla e Gheisa Lessa,

25 de maio de 2012 | 13h18

Atualizado às 18h50. BELO HORIZONTE- Seis pessoas foram presas em flagrante após atearem fogo com álcool em uma mulher de 33 anos, no centro de Belo Horizonte, em Minas Gerais, na madrugada desta sexta-feira, 25.

Ermelinda Vicente, que segundo a Polícia Militar é moradora de rua, está internada em estado gravíssimo no Hospital de Pronto Socorro João XXIII, onde passou por uma cirurgia e permanece em observação. Ela foi encaminhada para o hospital por volta das 1h30. De acordo com o hospital, ela teve 80% do corpo queimado e respira com ajuda de aparelhos.

A polícia acredita que a motivação de crime tenha sido uma discussão por causa de drogas. Os agressores são suspeitos de serem traficantes e ela estaria tentando conseguir o entorpecente.

A polícia conseguiu chegar aos suspeitos graças à imagens das câmeras de monitoramento do programa Olho Vivo. Militares do 1º Batalhão localizaram dois homens e duas mulheres tentando fugir um táxi perto do local. Um menor de 16 anos e um terceiro homem também foram presos.

Segundo a PM, o grupo é conhecido por cometer crimes no centro de Belo Horizonte - um dos acusados tem oito mandados de prisão em aberto. Os homens, acompanhados de duas garotas, teriam tentado pegar um táxi, na região da Praça Rio Branco, mas uma segunda viatura da Polícia Militar identificou os suspeitos e os detiveram.

O caso foi registrado na Divisão de Orientação e Proteção à Criança e ao Adolescente (DOPCAD) de Belo Horizonte.

Tudo o que sabemos sobre:
mulher queimadafogotraficantes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.