Acadêmicos do Tucuruvi/Reprodução/Instagram
Acadêmicos do Tucuruvi/Reprodução/Instagram

Sem desfile oficial, escolas de samba fazem carnaval nas quadras e ruas de SP

Rio tem abertura oficial do carnaval, com mini apresentações na Cidade do Samba; carnaval do sambódromo foi adiado para abril

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de fevereiro de 2022 | 17h19

Com desfiles oficiais adiados para o feriado prolongado de Tiradentes, em abril, a maioria das escolas de samba de São Paulo realizou eventos nas quadras e nas ruas na noite de sábado, 26. No Rio, a data também é celebrada pelas agremiações, em mini desfiles na Cidade do Samba, com ingressos esgotados.

Em São Paulo, a Acadêmicos do Tucuruvi apresentou-se na Avenida Mazzei, nas imediações da quadra da escola, na zona norte, com instrumentistas, cantores e carro de som. Fogos de artifício coloridos também marcaram o evento, que teve centenas de participantes. 

A Dragões da Real também levou baianas, integrantes e foliões para um ensaio de rua na noite de sábado, na zona oeste paulistana, após um churrasco na quadra da agremiação. Celebração semelhante ocorreu na Rosa das Ouros, cujo ensaio foi parcialmente na quadra e, depois, contou com a saída de componentes e foliões pela região, também na zona oeste. 

Na Unidos de Vila Maria, o sábado teve um concurso de trajes típicos, enquanto a tarde de domingo contou com uma matinê para crianças, ambos na quadra, na zona norte. Já a Vai-Vai programou eventos fechados em parcerias com outras escolas, como a Camisa Verde e Branco e a Leão de Itaquera, enquanto a Mocidade Alegre se apresentou na quadra.

A Colorado do Brás realizará um grito de carnaval neste domingo, na quadra, no centro paulistano, enquanto a Tom Maior e a Barroca Zona Sul tem um baile de fantasias no mesmo dia e a Águia de Ouro, um ensaio geral. 

No Rio, a noite de sábado e a deste domingo serão marcadas pela abertura oficial do carnaval, com mini desfiles de escolas do grupo especial e participações especiais, como do Cacique de Ramos. O evento está com os ingressos esgotados.

Além disso, nas ruas da capital fluminense, o carnaval tem sido marcado tanto pelas festas fechadas quanto por celebrações "extraoficiais" nas ruas, apesar das proibições aos cortejos. Os eventos têm ocorrido em locais centrais, com a participação de centenas de foliões, mas sem a ligação oficial com nenhum bloco. 

Tudo o que sabemos sobre:
carnavalEscola de Samba

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.