Sem-terra é morto em acampamento de São Simão

O sem-terra Valdir Gomes Tavares, de 34 anos, foi morto com um tiro no início da noite de ontem, no acampamento existente há cerca de cinco anos na Fazenda Experimental de São Simão, na região de Ribeirão Preto. O delegado Fábio Henrique Ramos disse que, após ouvir algumas versões de outros sem-terra, acredita que o sócio de Tavares numa plantação de milho seja o principal suspeito. Seu nome, no entanto, não foi divulgado.Uma discussão entre eles teria ocorrido pouco antes do crime. Tavares morreu ao ser atingido por um tiro no tórax. A PM recebeu a informação, anônima, por telefone celular, que um corpo estava num estrada, perto da plantação de milho. A polícia tenta localizar o sócio do sem-terra, que tinha mulher e cinco filhos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.