Sem-terra ocupam Fazenda Itamaraty

Mais de 2 mil sem-terra ligados à Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetagri) ocuparam, nesta quarta-feira, por volta de 7h, a Fazenda Itamaraty, que era do empresário Olacyr de Moraes.Os trabalhadores entraram no imóvel carregando foices e outras ferramentas agrícolas, gritando em coro "fora ladrões", além de cartazes com a frase "estão roubando nossas matas". De acordo com o presidente da Fetagri, Geraldo Teixeira de Almeida, a manifestação foi um protesto contra a retirada clandestina de madeira de lei da reserva ecológica da fazenda, comprada e em processo de desapropriação pelo governo federal.O imóvel deve ser o mais completo assentamento para sem-terra no Brasil. A produção da fazenda é totalmente mecanizada, com um dos mais modernos sistema de irrigação artificial, com 63 pivôs. Tem pista de pouso e decolagem asfaltada, preparada para aviões a jato, moderna e luxuosa sede, além de agrovila com 200 residências em área totalmente urbanizada.No local serão assentadas, ainda este ano, 1.300 famílias, em 25 mil hectares. Os invasores acampados nas proximidades da Itamaraty acreditam que serão assentados no imóvel. Eles estão atentos a qualquer movimento estranho.Durante a semana passada, conforme Almeida, os sem-terra notaram caminhões carregados de madeira saindo de dentro da fazenda. Por isso resolveram fazer a invasão para "uma vistoria geral".De acordo com ele, os sem-terra deixariam a área à tarde, retornando aos acampamentos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.