Sem-terra ocupam galpão em Buritis

Cerca de 600 trabalhadores rurais sem terra ligados ao MST, armados de facões e foices, ocuparam nesta segunda-feira um galpão de cerca de 500 metros quadrados em Buritis, no noroeste de Minas, município onde a família do presidente Fernando Henrique Cardoso tem uma fazenda.O galpão, onde funcionava um centro de lazer, pertence à Prefeitura de Buritis e fica ao lado da sede da administração municipal.O objetivo da ocupação, segundo dirigentes do MST, é pressionar o Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) para que "agilize processos de assentamento na região".Não houve incidentes e a Polícia Militar acompanhou a ação dos trabalhadores à distância. De acordo com a direção do Incra em Brasília, uma reunião com representantes dos sem-terra foi marcada para esta terça-feira, o que deverá por fim à ocupação.

Agencia Estado,

24 de setembro de 2001 | 18h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.