Sem-teto desocupam prédio em Curitiba

O grupo de 40 famílias de sem-tetoque ocupava o prédio do antigo Banestado, no centro de Curitiba, desde 7 de junho, desocupou o local neste sábado após várias negociações com o governo do Estado. As famílias foram levadaspara uma área cedida por entidades religiosas, localizada na Cidade Industrial, na periferia.A desocupação começou às 13 horas e foi acompanhada por 40 policiais militares. Até o início da noite não foi registradonenhum incidente. Segundo o major Celso Mello, comandante do 12º batalhão da PM e responsável pela operação, a saída foi pacífica."Respeitamos os movimentos sociais, mas também devemos cumprir alei", disse.Apesar da retirada do prédio, Adauto Araújo, dacoordenação estadual do Movimento Nacional da Luta pela Moradia(MNLM), afirmou que o movimento continuará pressionando. "Ogoverno estadual não cadastrou as famílias conforme o combinado,mas temos de continuar lutando", afirmou. O MNLM estima umdéficit habitacional de 100 mil unidades na capital paranaense. As famílias, orientadas pela coordenação do movimento, não quiseram darentrevistas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.