Sem-teto estão acampados tentando falar com Alckmin

Cerca de 150 sem-teto continuam acampados na frente do Palácio dos Bandeirantes, no Morumbi, zona Sul de São Paulo. Eles chegaram ao local ontem para reivindicar moradia porque 4 mil famílias poderão ser retiradas de terrenos particulares. Segundo a reportagem da Rádio Eldorado AM/FM, a preocupação maior é com as famílias que moram no Jardim Adalgiza, em Osasco, na Grande São Paulo, porque uma ordem judicial já foi distribuída para que o local seja desocupado até amanhã. Hoje os representantes dos sem-teto devem tentar novo contato com o governador Geraldo Alckmin para negociar uma solução ao problema. Ontem o coordenador-estadual do Movimento dos Sem-Teto, João Batista, foi recebido por representantes do governo, mas nada ficou acertado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.