Sem-teto invadem dois prédios desocupados em Salvador

O Movimento dos Sem-Teto de Salvador (MSTS) promoveu a invasão de mais dois imóveis abandonados na capital baiana nesse final de semana. Na Cidade Baixa, 250 pessoas ocuparam o antigo prédio da Mesbla Veículos situado no Bairro de Mares e na Orla Marítima, um supermercado abandonado do extinto Grupo Paes Mendonça foi invadido por outros 200 sem teto. "É a única forma de pressionar as autoridades de resolver o problema da moradia em Salvador", disse Pedro Cardoso um dos coordenadores do movimento.Nos dois imóveis guardados por empresas de segurança, os integrantes do MSTS arrombaram os cadeados para, segundo eles, caracterizar que os vigilantes não foram coniventes com as invasões e evitar que eles sejam demitidos. Abandonados há muitos anos os dois locais acumulam grande quantidade de lixo. Após a divisão do espaço, os coordenadores orientaram os invasores a limparem a sujeira tornando as imóveis minimamente habitáveis já que o fornecimento de energia elétrica e água foram cortados há tempos. A carência de moradia na capital baiana chega a 150 mil unidades. Somente o MSTS tem 12 mil famílias cadastradas. Os coordenadores do movimento caracterizam o sem-teto como a pessoa que mora nas ruas, em áreas de risco de desabamento e na casa de parentes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.