Sem-teto invadem Edifício São Vito no centro da capital

Um total de 320 famílias invadiu, no início da madrugada desta segunda-feira, 9, o Edifício São Vito, tradicional prédio paulistano localizado na Avenida do Estado, em frente ao Mercado Municipal, na região do Parque Dom Pedro, no centro da capital paulista. A invasão foi realizada por integrantes de oito movimentos, entre eles o Movimento dos Trabalhadores Sem Teto da Região Central e o Movimento dos Sem Teto do Centro. Policiais militares foram acionados minutos após a invasão e deram um prazo de meia hora para que as famílias desocupassem o edifício, que possui 26 andares e, de acordo com projeto da Prefeitura de São Paulo, será demolido. Como os invasores negaram-se a sair, os policiais usaram bombas de efeito moral. Na confusão, algumas pessoas ficaram feridas. Às 3h30 desta madrugada, das 320 famílias apenas 70 ainda permaneciam no interior do São Vito. Segundo a coordenadoria dos movimentos envolvidos na invasão, esse tipo de ação será freqüente a partir de agora na capital, pois 1.250 famílias teriam perdido o benefício do Bolsa Aluguel, concedido pela gestão Marta Suplicy para famílias de baixa renda. O contrato durou 30 meses e não foi renovado pela atual gestão. Na madrugada do último dia 26, um total de 300 sem teto já haviam invadido um prédio localizado na Rua Mauá, também no centro da capital paulista. O local, onde já funcionou o Hotel Santos Dumont, foi abandonado há mais de 10 anos e já havia sido invadido em 2005.

Agencia Estado,

09 Abril 2007 | 06h09

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.