Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Sem-teto ocupam dois prédios no centro de SP

Desde a madrugada de hoje, aproximadamente mil integrantes do Movimento Sem-Teto do Centro (MSTC) ocupam dois prédios na Rua Brigadeiro Tobias e Avenida Prestes Maia, no centro de São Paulo. Eles reivindicam a desapropriação dos imóveis, que acumulam uma grande dívida de IPTU; financiamento para a reforma de 249 apartamentos e ainda um lugar para a acomodação das famílias durante a obra.Dono dos dois prédios, que são interligados, o empresário Fauzi Hamuche se diz favorável à causa do movimento, mas mesmo assim, promete entrar amanhã com um pedido de reintegração de posse. "Espero que até a decisão da Justiça os sem-teto consigam chegar a um acordo com a Prefeitura", disse.Segundo o MSTC, o empresário deve mais de R$ 3 milhões em IPTU, ou pouco menos do que o valor de mercado do edifícios,avaliado pela Caixa em R$ 3,5 milhões. "Praticamente os prédiosjá pertencem à Prefeitura, basta oficializar a situação", disse uma das coordenadoras do movimento, Ivanete de Araujo.Já Hamuche, que arrematou os edifícios em sociedade com a administradora de imóveis Daise Amorim durante um leilão em1991, alega que a dívida está em torno de R$ 1 milhão e contestao valor do mercado. "Eles valem pelos menos R$ 8 milhões." Éessa divergência de valores que está emperrando as negociaçõescom a Prefeitura, iniciadas há mais de um ano.Segundo comerciantes, os edifícios estão abandonados há 15 anos. Falta energia, os banheiros estão destruídos e há uma única torneira no térreo. As vidraças estão quebradas e os elevadores viraram depósito de lixo. Nesse cenário desolador, o pequeno Mateus, de 28 dias, dormia ao lado da mãe, a desempregada Maria José da Silva, de 19 anos. "Vale qualquer sacrifício para conseguir uma moradia."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.