Semáforos de SP amanheceram danificados

Os marronzinhos, da Companhia de Engenharia de Tráfego, decidiram pela paralisação de 24 horas em protesto pelas demissões anunciadas pela CET. O presidente da empresa, Francisco Macena, afirmou que 130 aposentados serão dispensados, 155 aderiram ao programa de demissões voluntárias e outros 121 funcionários ainda serão demitidos. Ele explica que a medida provém de adequação do orçamento anual da empresa, que tem déficit de R$ 29 milhões.Em entrevista à Rádio CBN, Francisco Macena disse que vários cruzamentos da cidade amanheceram hoje com os semáforos embandeirados, somente piscando a luz amarela, por causa da violação de vários controladores. "Nós conseguimos identificar alguns semáforos onde os controladores foram violados, de onde tiraram placas e fusíveis. Inclusive estamos registrando boletim de ocorrências", afirmou.Equipes de plantão de empresas terceirizadas estão sendo acionadas para fazer este tipo de manutenção. Segundo Macena, já foram regularizados 14 cruzamentos da cidade na última uma hora. No momento, a equipe de manutenção está na zona norte da cidade.Para o presidente da CET a violação dos controladores não tem relação com a greve dos funcionários. "Eu quero acreditar que não, espero que não, porque sempre tive muita confiança na responsabilidade dos trabalhadores para com o trânsito da cidade de São Paulo. Se foi provocado pelo movimento, eu só tenho a lamentar", disse.Francisco Macena disse ainda que 40% do efetivo da CET está trabalhando dando prioridade aos principais cruzamentos da cidade. Os índices de congestionamentos na cidade estão imprecisos uma vez que não há uma cobertura integral da cidade.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.