Semana nipo-brasileira aguarda 200 mil pessoas

Orçado em R$ 6,7 milhões e com 130 atividades, evento traz shows, cursos, palestras, campeonatos, lançamentos de livros e comidas típicas

Moacir Assunção, O Estadao de S.Paulo

14 de junho de 2008 | 00h00

A partir de hoje, os paulistanos poderão fazer uma imersão na cultura nipo-brasileira, em seus aspectos culturais, econômicos e sociais, centrados na arte, tradições do Japão e simpósios. O Centro de Convenções do Anhembi será o centro das atividades ligadas aos 100 anos da imigração japonesa, a partir da chegada, em 18 de junho de 1908, do navio Kasatu Maru. Até o dia 22, das 9 às 21 horas, 130 atividades, batizadas como a Semana Cultural Brasil-Japão, lembrarão a cultura tradicional japonesa e suas conexões com o País. A semana está orçada em R$ 6,7 milhões, e são esperadas 200 mil pessoas.O próprio centro de convenções ganhará um clima japonês, ambientado pelo estilista e produtor de arte Jum Nakao, que integrou um lounge a uma casa de chá, conjunto harmonizado com um jardim típico e uma praça de alimentação. Ontem, houve a abertura oficial, para convidados. "Queremos mostrar uma celebração da integração entre os dois países. Os japoneses deixam de ser nipo-brasileiros para se tornarem, definitivamente, brasileiros", disse o coordenador da semana, Jo Takahashi.Personagens criados por Mauricio de Sousa, os mascotes oficiais Tikara e Keika receberão os visitantes. Haverá shows, workshops, palestras, lançamento de livros, cursos de gastronomia e campeonatos de karaokê e cosplay (prática de se vestir como personagens de desenhos animados japoneses). Hoje, o grupo Hibiki Family demonstra o visagismo - técnica de transformação de um ator em personagens femininos, típica do teatro nô. Amanhã, haverá, durante todo o dia, um festival de músicas folclóricas.MÚSICANa segunda-feira, às 20 horas, no Grande Auditório, a Jazz Sinfônica vai receber o grupo de música étnica Mawaca para uma apresentação de MPB e música folclórica japonesa, com acompanhamento do grupo de tambores Taiko Shô, num total de 140 músicos. Na terça, às 18 horas, no Auditório 9, Mauricio dará palestra sobre o processo de criação de personagens. Às 20 horas, no Grande Auditório, o balé da comunidade rural Yuba, da região de Mirandópolis, que abriga 61 japoneses e descendentes, fará espetáculo com narrativa baseada no cotidiano dos imigrantes.No sábado, dia 21, está prevista a visita do príncipe herdeiro do Japão, Naruhito, que fará um passeio em carro aberto. No domingo, dia 22, uma boneca da personagem japonesa Hello Kitty estará no evento em um estande com atividades para crianças, como desenho e pintura. Uma parte do estande abrigará um cenário, no qual a personagem poderá ser fotografada com as crianças. Em um palco especial, contíguo ao Jardim Japonês, haverá, durante toda a semana, demonstrações de artes marciais japonesas, como kendô, aikidô e kenjutsu. No encerramento, dia 22, às 20 horas, o destaque é um show da cantora nipo-brasileira Fernanda Takai, no Auditório Elis Regina.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.