Rafael Arbex/Estadão
Rafael Arbex/Estadão

Senado aprova instalação de bloqueadores de celular em presídios

Recursos do Fundo Penitenciário Nacional serão usados para custear a compra e a manutenção dos aparelhos

Isadora Perón, O Estado de S.Paulo

07 Fevereiro 2018 | 20h08

BRASÍLIA - Por unanimidade, o plenário do Senado aprovou nesta quarta-feira, 7, um projeto que obriga a instalação, em até seis meses, de bloqueadores de sinal de telefones celulares em presídios de todo o País. 

+++ Só 23 prisões de São Paulo têm bloqueador de celular

A proposta, que obteve 60 votos favoráveis, faz parte do pacote de medidas para melhorar a segurança pública que vem sendo defendido pelo presidente da Casa, Eunício Oliveira (MDB-CE).

+++ Governo de SP quer dobrar número de bloqueadores de celular em presídios

A instalação desses dispositivos já era previsto, mas agora ficou estabelecido que serão usados recursos do Fundo Penitenciário Nacional (Funpen) para custear a compra e manutenção dos aparelhos.

+++ Câmara aprova projeto para punir operadora que não instalar bloqueador de celular em presídio

Eunício, que é autor do projeto, agradeceu os senadores pela aprovação da proposta. 

"Essa é uma demonstração de que o Senado está dando uma resposta efetiva aos graves problemas de segurança no País. É sinal que estamos no caminho certo", disse.

O senador Agripino Maia (DEM-RN), que é de um dos Estados que passa por uma escalada na violência, também comemorou a aprovação. "Muitas ordens de violência partem de dentro dos presídios por meio do uso do celular. Ou você quebra a 'coluna vertebral' desse tipo de prática ou você transforma o Brasil em um barril de pólvora perto de explodir", disse.

O texto segue agora para a Câmara. Os deputados, no entanto, devem concentrar esforços nas próximas semanas na reforma da Previdência. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.