Senado quer investigação sobre vôos fantasmas

O Corregedor do Senado, Romeu Tuma (PTB-SP), afirmou que vai entrar com requerimento junto à Comissão de Infra-Estrutura da Casa pedindo apuração da denúncia publicada ontem pelo Estado sobre uso de vôos fantasmas para reservar mercado. "Se for comprovada, trata-se de 171, é estelionato puro", disse.Tuma promete cobrar explicações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e das companhias aéreas. Segundo levantamento feito pelo Estado com base em dados fornecidos pela própria Anac, as cinco principais companhias do País - Gol, TAM, Varig, OceanAir e Pantanal - têm extrapolado o limite mensal de 25% de cancelamentos, índice permitido pela agência reguladora do setor. Previsto para decolar diariamente do Aeroporto Internacional do Galeão, no rio, para Santiago, no Chile, o vôo 7467 da Gol, por exemplo, é sistematicamente cancelado.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.