Senadora deve ser a única a derrotar Lula no NE

Nas últimas semanas, a senadora Rosalba Ciarlini (DEM) vem abrindo vantagem nas pesquisas de intenção de voto sobre os demais concorrentes para o governo estadual. Caso confirme a vitória hoje, deverá ser a única eleita no Nordeste em oposição ao governo Lula. Em segundo lugar nas pesquisas está o governador Iberê Ferreira, candidato à reeleição pelo PSB.

Anna Ruth Dantas, O Estado de S.Paulo

03 Outubro 2010 | 00h00

Embora filiada ao DEM, Rosalba fez uma campanha totalmente "descolada" do presidenciável José Serra. A senadora não chegou nem mesmo a pedir votos para o tucano no programa eleitoral de televisão. Durante todo a campanha, a cúpula regional do DEM não produziu uma só peça onde aparecesse o número do candidato ou a foto de José Serra.

O único momento em que Rosalba citou o nome do presidenciável foi exatamente quando ele participou de um comício em Natal.

Rosalba apresentou um único discurso durante toda a campanha: o de críticas à atual gestão estadual, elogios aos programas sociais do governo federal (prometendo ampliá-los) e destaque às obras realizadas por ela durante os três mandatos em que foi prefeita de Mossoró (segundo maior município do Estado).

A disputa mais acirrada, porém, deve ficar para o Senado. As duas vagas são postuladas pelos três principais líderes políticos do Estado: os senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Filho (PMDB) e a ex-governadora Wilma de Faria (PSB). Todos já governaram o Estado e a capital. As últimas pesquisas apontavam desvantagem de Wilma.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.