Senadora do PDT declara voto em Marina

ESPECIAL PARA O ESTADO

Carmen Pompeu, O Estado de S.Paulo

18 de julho de 2010 | 00h00

FORTALEZA

A candidata do PV à Presidência, Marina Silva, ganhou apoio da senadora Patrícia Saboya, do PDT ? partido que integra a coligação da rival Dilma Rousseff (PT). "O meu partido nunca me tolheu. Claro que é preciso ter cuidado, porque ele tem uma orientação. Mas fala mais alto ao meu coração, à minha alma, o voto na Marina", disse a pedetista.

A presidenciável participou ontem de evento em hotel de Fortaleza e convidou Patrícia para compor a mesa. "Tenho amizade e carinho muito grandes pela Marina. A gente é colega há oito anos no Senado", disse a ex-mulher de Ciro Gomes, hoje candidata a uma vaga na Assembleia estadual do Ceará. "Acredito que seja uma das mulheres mais interessantes deste País. Pela sua história, ela representa a obstinação de todos os brasileiros. E é isso que me encanta na política".

O pastor Pedro Ribeiro, deputado federal do PR, outra sigla que apoia Dilma, também declarou voto a Marina, que convidou os dois para seu comitê suprapartidário.

"Jogo sujo". A candidata voltou a defender seu vice, Guilherme Leal, acusado de ignorar leis ambientais em obra na Bahia, mas já inocentado pelo Ibama. "Tenho muito orgulho do meu vice. Estavam querendo tisnar seu compromisso socioambiental. Eu disse que não íamos entrar no jogo sujo. A mentira veio primeiro, a verdade veio depois."

Ontem, no Museu de Arte de São Paulo (MASP), simpatizantes da candidatura de Marina realizaram um flash mob (aglomerações instantâneas de pessoas em um local público).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.