Sensus dá Dilma e Serra em cenário de empate

Pelo levantamento divulgado ontem, petista pode ter de 45% a 49%, enquanto o tucano estaria entre 41% e 45%

Daniel Bramatti, O Estado de S.Paulo

15 Outubro 2010 | 00h00

Pesquisa divulgada ontem pelo instituto Sensus atribui a Dilma Rousseff (PT) 47% das intenções de voto, contra 43% para José Serra (PSDB). Como a margem de erro é de dois pontos porcentuais, há situação de empate técnico, segundo o instituto.

Levando-se em conta a margem de erro, a candidata do PT pode ter de 45% a 49%, enquanto o tucano estaria entre 41% e 45%. O placar nos votos válidos (excluídos brancos e nulos) está em 52% a 48%.

A pesquisa, encomendada pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), indica que, apesar da proximidade dos índices dos dois candidatos, a expectativa de vitória de Dilma é maior. Para 60% dos entrevistados, ela será a próxima presidente. Outros 29% acreditam na vitória de Serra.

Segundo o Sensus, 31% dos brasileiros assistiram ao menos em parte ao primeiro debate entre os presidenciáveis no segundo turno, realizado pela TV Bandeirantes, no último domingo.

Para 15% dos entrevistados, a candidata petista se saiu melhor no confronto. Serra ganhou o debate na opinião de 12%. Não souberam responder à questão outros 69%.

Segundo o Sensus, Dilma tem praticamente o dobro das intenções de voto do adversário na Região Nordeste, onde lidera por 61% a 31%. No primeiro turno, a petista venceu em todos os Estados da região.

Na Região Sudeste, a que concentra o maior número de eleitores, há um empate técnico: 45% para o tucano e 43% para a petista. É no Sul que Serra atinge seu melhor resultado - tem 20 pontos porcentuais de vantagem (56% a 36%). O tucano também lidera no Norte/Centro-Oeste, por 46% a 41%, de acordo com o Sensus.

A divisão do eleitorado por faixas de renda mostra Dilma na liderança entre os mais pobres. Os que ganham até um salário mínimo preferem a petista por um placar de 53% a 37%. No outro extremo, entre os que ganham mais de 20 salários mínimos, Serra lidera por 70% a 15%.

O Sensus realizou 2.000 entrevistas em 136 municípios entre os dias 11 e 13 de outubro. O Estado arredondou os resultados do instituto, divulgados com uma casa após a vírgula.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.