Seqüestrada mais uma pessoa ligada aos ladrões do BC

A polícia cearense informou nesta terça-feira o seqüestro de mais uma pessoa ligada aos ladrões que furtaram R$ 164,7 milhões do Banco Central de Fortaleza, na primeira semana de agosto. A costureira cearense Rejane do Nascimento Ferreira, de 32 anos, foi levada de sua casa, no Conjunto Marechal Rondon, em Caucaia, região metropolitana de Fortaleza, no domingo por volta das 23 horas. De acordo com testemunhas, os seqüestradores ocupavam três carros. Eles arrombaram o portão e invadiram a casa da costureira através de uma janela. Um comerciante tentou impedir a ação e foi baleado. O telefone celular da vítima ficou no chão da sala. Foi através dele que os seqüestradores fizeram contado com o pai da vítima. Eles teriam exigido R$ 500 mil pelo resgate. Rejane é cunhada de Antônio Edimar Bezerra, preso no dia 28 de setembro do ano passado, em uma casa no Mondubim, periferia de Fortaleza, com outros três acusados (Flávio Augusto Mattioli, Marcos de França, Marcos Ribeiro Suppi e Davi Silvano da Silva). Com eles, a Polícia Federal conseguiu recuperar R$ 12 milhões. O seqüestro de Rejane é o quarto já registrado contra supostos envolvidos no furto milionário.

Agencia Estado,

07 Fevereiro 2006 | 20h48

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.