Seqüestrado em SP é algemado em trave na Praia Grande

Um rapaz de 25 anos foi encontrado nesta sexta-feira em Praia Grande, depois de ter sido seqüestrado na última terça-feira no bairro do Limão, em São Paulo. Antes de ser encontrado, o jovem disse que ficou algemado durante horas em uma trave de campo de futebol, na Vila Tupiri. Segundo os policiais que o localizaram por acaso andando em busca de ajuda, ele conseguiu fugir do local raspando a algema na trave.O rapaz é filho de uma empresária da Capital. No momento em que foi seqüestrado, ele estava dentro do próprio carro. Dois homens o abordaram e vieram para o litoral. Ele ficou no cativeiro por três dias, enquanto a família negociava sua libertação.A vítima prestou depoimento na delegacia. A Divisão Anti-Seqüestro da Capital acompanhou o caso. Investigadores da Praia Grande vieram para São Paulo para colher pistas que levem aos criminosos e ao cativeiro. As informações são do site e da TV Tribuna.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.