Seqüestrado presidente da Associação de Magistrados de AL

O presidente da Associação dos Magistrados de Alagoas (Almagis), juiz Paulo Zacarias, foi seqüestrado na noite de domingo, 11, por volta das 21h30 quando saía da Igreja no bairro de Pinheiros, em Maceió. No início da madrugada desta segunda-feira, 12, ele fez contato com o filho, disse que estava em poder de um grupo de seqüestradores que cobrava da família um resgate de R$ 300 mil. O carro do juiz, um Corolla, foi encontrado na madrugada desta segunda no Balneário do Broma, município de Marechal Deodoro, na Grande Maceió. O carro estava completamente carbonizado. Juízes amigos de Zacarias suspeitam que o seqüestro tenha motivação política, já que na semana passada, o presidente da Almagis emitiu nota oficial em defesa do presidente do TRE de Alagoas, desembargador Fernando Tourinho. Na nota, Zacarias defende o desembargador dos ataques de políticos ligados ao ex-deputado federal João Lira, que questiona na justiça a lisura do pleito em Alagoas. As autoridades de segurança já tomaram conhecimento do seqüestro e estão mobilizadas para resolver o caso.

Agencia Estado,

12 de março de 2007 | 13h27

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.