Seqüestrador de avião da Vasp morre no Paraná

O assaltante Marcelo Borelli, condenado a mais de 20 anos de prisão por chefiar uma quadrilha que seqüestrou um avião da Vasp, em Foz do Iguaçu, e acusado de roubar 61 quilos de ouro em Brasília, em 2000, morreu na quinta-feira em Pinhais, no Paraná.Borelli estava internado desde 29 de dezembro em um complexo médico penal em decorrência da Aids. Ele estaria se recusando a passar pelo tratamento. O corpo do assaltante Marcelo Borelli deve ser enterrado nesta sexta-feira em Cornélio Procópio, no Paraná.Em 2001, foi divulgado um vídeo amador em que Borelli aparecia torturando uma criança de 3 anos, filha de um inimigo. Ele passou por diversas cadeias e foi ameaçado por outros presos. Em Brasília, foi espancado e quase morreu, segundo informações da GloboNews.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.