Seqüestrador de Olivetto alugou apartamento na praia

A polícia descobriu, hoje, mais uma ramificação do grupo de criminosos que seqüestrou publicitário Washington Olivetto. Trata-se de um apartamento, alugado há três meses, no Edifício Ilhas do Sul, localizado na Praia Aparecida, em Santos, na esquina da Avenida Bartolomeu de Gusmão com rua Alexandre Martins. A foto de Maurício Hernandez Norambuena, apontado como um dos líderes do seqüestro de Olivetto, estampada na edição de hoje de todos os jornais do País, despertou a atenção dos empregados do edifício, que possui 528 condôminos. Maurício, segundo o porteiro Alexandro Monteiro Iodis, era um dos muitos turistas que costumam alugar apartamentos para temporada, no condomínio. A última vez em que ele esteve no prédio foi no dia 20 de janeiro. Costumava vir acompanhado de duas mulheres: uma ruiva e outra morena. Era uma pessoa cordata e, freqüentemente, cumprimentava os moradores do local, que se mostraram perplexos com a revelação do seqüestro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.