Seqüestradora de bebê é pega em flagrante em Olímpia

Ameaçada de ser abandonada pelo namorado, a dona de casa Giseli Aparecida dos Santos, 31 anos, se inspirou na novela Senhora do Destino para impedir a separação. Disse ao namorado que estava grávida e daria à luz um menino, criança que na verdade ela pretendia raptar da maternidade da Santa Casa de Olímpia, cidade na região Noroeste do Estado de São Paulo. Mas o plano deu errado e ela acabou presa.Giseli chegou ao hospital na tarde de terça-feira, 28, conseguiu entrar na maternidade passando por acompanhante e paciente em observação. Fez amizades com mães de recém-nascidos e tentou levar um menino. O plano, porém, não deu certo. Mesmo assim, conseguiu furtar os documentos da criança e foi embora.Na noite do mesmo dia, Giseli retornou ao hospital e conheceu a Carla Suelen Dias, 17 anos, que tinha dado à luz uma menina, passou a noite na maternidade e no dia seguinte se propôs a ajudar Carla, que amamentava a criança, mas precisava ir ao banheiro. Assim que Carla saiu, Giseli pegou a criança e saiu do hospital pela saída de emergência. Ao retornar, Carla não viu o bebê e se desesperou. Como não encontrou a criança no corredor, saiu correndo do hospital e encontrou Giseli na calçada da rua.O bebê estava dentro de uma sacola com o documento da outra criança. Carla deu uma surra em Giseli, o que fez enfermeiros e testemunhas chamar a polícia, que prendeu Giseli em flagrante por subtração de menor.Para a polícia, o caso é mais grave. Ela suspeita que Giseli estaria agindo a mando de uma quadrilha de tráfico de bebês, que vende as crianças para famílias de classe alta do Brasil e para o exterior. Os pais da criança disseram que, por conta do susto, vão mudar o nome que pensavam dar à filha, que se chamaria Gisele.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.