Serra ataca Lula para produtores descontentes com governo

Em campanha pela região norte do Estado, o candidato pelo PSDB ao governo, José Serra, aproveitou o mal-estar dos produtores de laranja com o governo federal - que chamou de "frouxo" por "abandoná-los" nas exportações - para conquistar votos. "Na questão da laranja, nós vamos nos colocar ao lado dos produtores, que neste momento sofrem discriminação", disse, em reunião nesta sexta-feira, 28, com lideranças em Mogi Guaçu, cidade de 124 mil habitantes a 160 quilômetros de São Paulo, famosa por sua grande produção de laranja. "O governo federal tem sido frouxo no enfrentamento dessa questão, deveria estar atuando nesta matéria", atacou, lembrando que "o preço da laranja na bolsa de Nova York está 4 ou 5 vezes o que os produtores recebem".Além de Mogi Guaçu, Serra visitou as cidades vizinhas Itapira e Mogi Mirim. Região próspera também industrialmente, prometeu incentivar o empresariado para gerar "emprego e renda". "Quero fazer uma aliança com os empresários porque é o investimento privado que gera emprego", justificou o ex-prefeito. Voltou a criticar o Bolsa Família, afirmando que o governo Lula redirecionou recursos da saúde para bancar o programa. "Ano passado o governo federal tirou R$ 1,5 bi da Saúde para colocar no Bolsa Família. Quer fazer o Bolsa Família, maravilha. Mas não tira dinheiro da Saúde", cutucou Serra.Para demonstrar sua precaução com a liderança nas pesquisas, o candidato repetia: "Bumbum de nenê, cabeça de juiz e urna ninguém sabe o que vai sair".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.