Serra cobra recursos federais para expandir Metrô de SP

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), quer que o governo federal participe com recursos para expansão da Linha 2 (Verde) do Metrô. Os trechos que faltam a serem construídos são as estações Alto do Ipiranga, Sacomã, Tamanduateí e Vila Prudente. Serra reforçou o pedido pessoalmente, na manhã desta quinta-feira, 8, ao ministro das Cidades, Márcio Fortes (PP), durante evento de inauguração do Expresso Tiradentes (antigo Fura-Fila).Segundo o governador, o executivo federal está presente com recursos orçamentários em todos os metrôs do Brasil, menos no de São Paulo. "Gostaria de pedir a cooperação do ministro para que o governo federal participasse com recursos da Linha 2 do Metrô, assim como participa dos metrôs do Rio de Janeiro, Salvador, Fortaleza e Belo Horizonte. Me parece justo que participe também na cidade de São Paulo", afirmou o tucano, em rápida entrevista coletiva, concedida após o evento. E complementou: "O importante não é fazer a obra com a cabeça na eleição, mas com a cabeça na população."Projeto detalhadoO ministro Márcio Fortes disse que espera receber de Serra o projeto detalhado para a realização de uma análise sobre a viabilidade ou não da participação federal no Metrô paulista. Cauteloso, ele destacou: "Espero receber o projeto para ver a possibilidade de enquadrá-lo na segunda rodada do PAC (Programa de Aceleração do Crescimento). Minha posição é no sentido de dar uma resposta positiva à população. O que for necessário nós procuramos ajudar."Segundo o ministro, com o projeto em mãos, será possível analisar o foco, a dimensão e o prazo para um eventual aporte financeiro do governo federal. Ele adiantou, porém, que projetos do gênero não passam apenas pelo crivo do Ministério das Cidades, mas também pelos da área econômica, pela Casa Civil e pelo comitê gestor do PAC.

Agencia Estado,

08 de março de 2007 | 15h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.