Serra decide desalojar o clube Círculo Militar

O prefeito José Serra (PSDB) decidiu desalojar o Círculo Militar de São Paulo, clube instalado há quase 50 anos no quadrilátero formado pelas ruas Abílio Soares, Curitiba e Marechal Maurício Cardoso, próximo ao Parque do Ibirapuera. Em seu despacho, publicado no Diário Oficial da Cidade de quarta-feira, o prefeito alega que a entidade não vinha cumprindo as contrapartidas sociais do contrato. O Círculo Militar afirma que não irá deixar o terreno de 30 mil metros quadrados e pretende levar o caso à Justiça.O contrato de concessão que estava em vigência havia sido assinado na gestão do ex-prefeito Jânio Quadro (1985-1988) e deveria terminar em 2012. No entanto, Serra vinha manifestando interesse em reaver a área para ampliar o Parque do Ibirapuera. No fim do ano passado, a Prefeitura determinou que o Departamento de Edificações (Edif) e a Companhia de Processamento de Dados do Município (Prodam) deixassem imóveis vizinhos. "O clube não cumpriu o contrato com a Prefeitura e nós revogamos", comentou o prefeito, durante visita a obras de urbanização da Favela Heliópolis.A administração do Círculo Militar nega que tenha deixado de atender às contrapartidas estipuladas em contrato. Para o engenheiro João Oliva, assessor da presidência do clube, o terreno do Círculo Militar não faz parte do parque. "Em 48 anos, só o Serra entendeu que houve descumprimento", questiona.A Secretaria de Gestão informou que o clube já havia sido notificado pela Secretaria de Esportes por desrespeitar o contrato.

Agencia Estado,

05 de janeiro de 2006 | 23h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.