Serra fluminense ainda tem nove rodovias estaduais interditadas

DER-RJ intensificou trabalhos nas estradas mais atingidas e adotou medidas emergenciais para restabelecer o tráfego nos acessos à região; situação em federais também é complicada

Agência Brasil,

14 de janeiro de 2011 | 16h44

RIO - Nove rodovias estaduais continuam interditadas e três funcionam parcialmente na região serrana do Rio de Janeiro. Os problemas são decorrentes das fortes chuvas que caem na região desde terça-feira, 11. As informações são do Departamento de Estradas de Rodagem do Rio (DER-RJ), que divulgou no início da tarde desta sexta-feira, 14, um novo balanço sobre a situação das rodovias estaduais afetadas pelas chuvas.

 

Na nota, o DER-RJ informa que vem intensificando os trabalhos nas estradas mais atingidas e que medidas emergenciais estão sendo adotadas para restabelecer o tráfego nos acessos à região.

 

A RJ-130, que liga os municípios de Teresópolis e Friburgo, dois dos mais afetados pelas chuvas e onde mais de quatro centenas de pessoas morreram, segue interditada, embora os trabalhos de remoção de barreiras e restauração do pavimento sigam em ritmo acelerado. O DER está abrindo desvios para permitir, ao menos, o tráfego de veículos leves.

 

A RJ-134, que liga Teresópolis a Petrópolis, continua interditada desde a entrada do município de São José do Vale do Rio Preto, onde as cabeceiras do viaduto que dá acesso à cidade foram destruídas, até o entroncamento com a BR-116, devido a quedas de barreiras.

 

Já a RJ-163, na altura do quilômetro (km) 20, entre as localidades de Capelinha e Visconde de Mauá, na região do Médio Paraíba, deverá ser liberada ainda hoje. Por medida de segurança, a rodovia está fechada na subida da serra, onde há risco de rolamento de pedras enquanto continuar chovendo na região. As vias alternativas são a RJ-151 e a RJ-161.

 

Nas rodovias federais, a situação também é complicada. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, do km 62 ao km 65 da BR-040 (Rio-Brasília), entre Teresópolis e Além Paraíba, a pista está interditada ao tráfego. Ainda na BR-040, o trecho entre os kms 43 e 55 está funcionando em meia pista e, na altura do município de Três Rios, entre os kms 33 e 35, a pista está interditada parcialmente por causa de uma erosão aberta pela chuva.

 

A Polícia Rodoviária Federal também registra problemas na BR-495, perto de Itaipava, distrito de Petrópolis, onde houve queda de barreira na altura do km 20 e a pista encontra-se totalmente interditada.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.