Serra promete indenizar família de Bauru

Um dia depois de a família de Carlos Rodrigues Júnior, de 15 anos, morto há uma semana, sob suspeita de ter sido torturado por policiais militares em Bauru, ter declarado que pretende processar o Estado, o governo estuda o pagamento antecipado de indenização. O anúncio foi feito ontem pelo governador José Serra (PSDB). O governador não deu prazo para conceder o benefício, mas prometeu que será rápido. Ontem, o juiz Benedito Antonio Okuno decretou a prisão, por 30 dias, do tenente Roger Marcel Vitiver Soares de Souza, do cabo Gerson Gonzaga da Silva e dos soldados Emerson Ferreira, Ricardo Ottaviani, Maurício Augusto Delasta e Juliano Arcângelo Bonini, acusados do crime. A polícia ainda identificou e apreendeu um jovem de 17 anos, que teria confessado o roubo da moto do taxista junto com Carlos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.