Serra rebate críticas de Berzoini

O ex-prefeito de São Paulo, José Serra (PSDB) rebateu, esta terça-feira, as reclamações do presidente do PT, Ricardo Berzoini, de que o ministro da Saúde, Humberto Costa (PT) sofre perseguição da imprensa, enquanto Serra, que ocupou a pasta da Saúde na gestão de Fernando Henrique Cardoso, estaria sendo poupado no caso da máfia dos sanguessugas."Isso que esse Berzoini falou, na verdade, é uma tentativa de envolver num mar de lama quem não está dentro da lama", disse o candidato ao governo paulista em Cruzeiro, cidade de 80 mil habitantes, no Vale do Paraíba. "Em fui ministro da Saúde com muito orgulho e tenho um orgulho enorme da minha gestão. Foi a gestão onde nós enfrentamos interesses, diminuímos custos, fizemos os genéricos e, jamais, criamos dificuldades para vender facilidades", completou. De Cruzeiro, seguiu para Guaratinguetá. Para as duas cidades, Serra prometeu ponte ligando-as à Dutra. "Mas para o Vale do Paraíba, (prometo) muita coisa", continuou, listando um "álcoolduto" no Porto de São Sebastião, incentivo ao turismo no litoral e na região serrana, dinamização da indústria local e a duplicação da Rodovia Tamoios.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.