Serra sobrevoa SP e confere estragos causados pelas chuvas

O prefeito José Serra (PSDB) sobrevoou neste sábado pela manhã a capital paulista para conferir os estragos causados pela forte chuva da última sexta-feira. Com o secretário de Coordenação das Subprefeituras, Walter Feldman, Serra sobrevoou o Butantã, na zona oeste, e a zona norte - a área do Córrego do Cabuçu foi uma das mais atingidas pela enchente. Na sexta-feira, o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE) registrou 16 pontos de alagamento na cidade.O subprefeito do Jaçanã-Tremembé, Anibal de Freitas Filho, também foi ver de perto os estragos na zona norte. Pela manhã, esteve conversando com moradores vizinhos ao Córrego do Tremembé, que transbordou. A água subiu mais de 1,5 metro. "Na própria sexta-feira, quando a água começou a baixar, já começamos a limpeza", afirmou o subprefeito. "Retiramos 15 caminhões de lama."Na Vila Zilda, moradores da Rua Maria Ligieri Brasiliense contavam os prejuízos causados pela enchente. "Foi um desastre. Nunca ocorreu uma enchente como essa", lamentou a comerciante Gislaine Aros. "A água subiu até a cintura. Perdemos tudo." Gislaine disse ainda que, dois dias antes da chuva, ligou para a subprefeitura pedindo a limpeza de uma boca-de-lobo da rua que estava entupida. "Deram prazo de até 40 dias para limpar. É muito descaso."São José dos CamposA chuva também castigou São José dos Campos na última sexta-feira, inundando mais de 40 casas. Pelo menos cinco prédios do centro tiveram garagens e fossos de elevadores alagados - em alguns casos, a água chegou a 2 metros. O trabalho de bombeamento da água durou toda a madrugada deste sábado, conforme informações da empresa Sematécnica, responsável pelo trabalho na maioria dos prédios."Trabalhamos até as 4 horas e os problemas foram solucionados", garantiu a assistente administrativa da empresa, Claudice Gomes.

Agencia Estado,

11 de março de 2006 | 18h29

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.