Serra volta a criticar empresas de ônibus

O prefeito José Serra (PSDB) voltou a atacar neste sábado, 11, os representantes dos consórcios de ônibus que prestam serviços na cidade. Hoje, os empresários disseram que continuam firmes na decisão de rescindir o contrato com a Prefeitura."Eles estão naquele esquema de querer fazer chantagem. Inclusive, querem aproveitar o quadro político, em que se fala de candidatura, para ter maior poder de chantagem. Estão enganados. Queremos um sistema racional, eficiente, em que as coisas sejam cumpridas e que os eventuais reajustes sejam moderados e que acompanhem as necessidades da população".As declarações foram feitas durante a inauguração da unidade de atendimento médico ambulatorial (AMA) Jardim Etelvina, em Guaianazes, na zona leste. Serra, que vem sendo sondado para concorrer às eleições para o governo estadual, atacou a gestão da ex-prefeita Marta Suplicy (PT). "A Prefeitura anterior deixou tudo isso desarrumado. Fez os jogos de efeito: corredores malfeitos, buracos em corredores com menos de um ano de idade, o que é incrível. Fez promessas de pagamento para o sucessor pagar e coisas do gênero. Eles estão acostumados com aquele tipo de relação demasiadamente estreita com a Prefeitura anterior. Conosco não é assim." A assessoria da Secretaria Municipal de Transportes (SMT) da gestão Marta Suplicy respondeu dizendo que "a administração passada deixou o sistema estruturado, renovado e com o Bilhete Único".Uma auditoria externa vai analisar a conta-sistema do transporte coletivo na capital. A São Paulo Transporte lançou uma licitação para fechar contrato nesse sentido.Serra, que também inaugurou a reforma de um Centro Desportivo Municipal (CDM) em Guaianazes, fez ainda um sobrevôo pela cidade para conferir os estragos causados pela forte chuva de sexta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.