Beto Barata/AE-11/5/2011
Beto Barata/AE-11/5/2011

Serristas criam ''candidatômetro''

Bolsa de apostas tucana mede chances de Serra disputar Prefeitura em 2012 ou a Presidência

Alberto Bombig, O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2011 | 00h00

Amigos do ex-governador José Serra criaram uma espécie de índice para medir as chances de ele disputar a Prefeitura de São Paulo e fizeram apostas quanto ao resultado final da novela. O prêmio serão garrafas de vinho.

Na semana passada, o "índice Serra" reverteu uma tendência e encerrou em viés de alta por conta da declaração dada por ele no Rio Grande do Sul de que não descarta disputar novas eleições.

No fim do mês passado, após o senador Aécio Neves (PSDB-MG) ter tido a carteira de motorista apreendida em uma blitz da polícia no Rio de Janeiro, ganharam força os apostadores que acreditam em uma candidatura Serra à Presidência, pois o mineiro é o principal adversário do ex-governador paulista no partido na disputa pelo direito de concorrer ao Palácio do Planalto em 2014.

Se decidir tentar novamente a Presidência, Serra dificilmente aceitará o desafio de concorrer outra vez à Prefeitura (foi eleito em 2004 e renunciou em 2006).

Mas os apostadores que jogaram suas fichas na possibilidade de ele concorrer já no ano que vem não perderam a esperança. Eles entendem que a volta de Serra ao front diário, com o lançamento de seu site na semana passada (www.joseserra.com.br), indica que ele não está disposto a ficar fora do debate político e eleitoral até 2014 e, nesse sentido, uma nova campanha no ano que vem seria o palco ideal para seu retorno.

Consenso entre os dois lados é que a decisão do ex-governador sobre sucessão municipal só deve sair aos 44 minutos do segundo tempo. Ou seja, por volta de maio ou junho de 2012.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.