Servidor público é acusado de pedofilia no PR

A Polícia Civil de Maringá, no norte do Paraná, deve indiciar, na próxima semana, um funcionário público municipal acusado de molestar e abusar sexualmente de crianças de uma escola municipal na periferia da cidade. A denúncia foi feita por professores da escola e confirmada por uma criança de 11 anos, ouvida pela polícia. O delegado José Aparecido Jacovós acredita que o servidor público vinha agindo pelo menos desde o ano passado.Os professores desconfiaram que alguma coisa estava errada, quando perceberam que o homem aparecia para pegar as crianças e, no outro dia, elas apareciam com dinheiro e doces. Ao conversar com uma das crianças, ela contou que tinha sido molestada e quase sofreu estupro. "Há indícios de atos libidinosos", disse o delegado, que ainda está investigando o caso. Segundo ele, as crianças têm entre 10 e 14 anos. Elas recebiam entre R$ 1 e R$ 5. O servidor já foi afastado de suas funções na prefeitura.Em outro caso de abuso sexual, hoje pela manhã a polícia de Maringá prendeu José de Oliveira, de 25 anos. Segundo o delegado Jacovós, a avó do menino de 5 anos levou-o à delegacia, com sinais de abuso. A perícia confirmou que realmente ele fora violentado pelo padrasto.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.